x
Este site utiliza cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Saiba mais
Educar para prevenir
Públicado no ano passado, por Portal da Diálise
Novela Sol de Inverno - SIC

Sol de Inverno a sua nova novela da noite. A personagem Teresa (Inês Castel-Branco) vai descobrir que tem insuficiência renal e vai passar pela hemodiálise e por um transplante.

"Tem 33 anos. É filha de Laura e sempre foi muito chegada ao pai. É a mais responsável e certinha dos cinco filhos de Laura, aquela que tem mais jeito para os negócios, a mais trabalhadora e aplicada. Teresa sempre foi uma pessoa saudável e enérgica e é apanhada de surpresa quando descobre que sofre de insuficiência renal (devido a uma infeção).

Descobrir que vai deixar de ter a vida saudável e normal para passar a depender de uma máquina três vezes por semana, três horas por dia, faz com que Teresa olhe para a vida com outros olhos.

Um transplante renal passa a ser a única solução para voltar a ter uma vida mais normal e todos os irmãos fazem testes para saber se são compatíveis. O único que pode doar-lhe um rim é Eduardo, que não consegue dizer imediatamente que aceita submeter-se a uma cirurgia para ajudar a irmã.

Pressionado pela família, o transplante realiza-se mas o corpo de Teresa rejeita o órgão e o processo volta ao início com Teresa a ter de ingressar na lista de espera para o transplante e a viver dependente de um telefonema que pode salvar-lhe a vida. "

 

Comentários

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Comentários





  1. Que pena que a mensagem seja transmitida desta forma. Aquilo que é dito da Diálise peritoneal em relação à hemodiálise tem pouco sentido e em relação ao transplante ainda é pior. É rarissima a perda dum transplante renal de dador vivo no período precoce por rejeição aguda. Faltou melhor acessoria científica?

  2. Não gostei que o dr. tivesse dito que tinha preferência pela hemodiálise. que era melhor , a produção foi mal informada. e por isso influenciada. Eu faço Diálise peritoneal. E tenho melhor qualidade de vida.

Notícias relacionadas
Artigos
Videos
Eventos
Artigos em destak
Lidas
Cascais recebe Reunião Anual de Diálise em Férias

Entrevista | André Freitas [Diaverum]

Cargo: Global Lead Holiday Dialysis

Para a grande maioria dos doentes renais, a ideia de desfrutar de umas merecidas férias ou de simplesmente viajar pode motivar receios e dúvidas.

A DIAVERUM, um dos principais prestadores de cuidados renais a nível mundial, tem o serviço de Diálise em Férias. Este é um serviço que assegura a todos os doentes que desejem deslocar-se dentro de país, longe da sua clínica de residência, ou até para o estrangeiro, uma experiência simples, segura e revitalizante, tratem-se de doentes que fazem habitualmente tratamento na DIAVERUM ou não.

História da Diálise (Parte 3) Dos primeiros estudos do peritoneu à Diálise Peritoneal

A Diálise Peritoneal – um dos tratamentos disponíveis da Insuficiência Renal Crónica – tem, a nível mundial, menos adeptos do que a hemodiálise. A chamada “auto-diálise” é escolhida por cerca de 10% dos doentes renais. Conhecemos a história deste método experimentado pela primeira vez num humano com uremia em 1923?

Férias após um transplante renal? Merece!

Apesar de se afigurar difícil viajar com todas as precauções que o transplante renal exige, a base é o planeamento: planificar e ter em atenção pequenos pormenores poderão fazer toda a diferença no decorrer de uma viagem tranquila.

História da Diálise (Parte 2) Anos 1960: A Revolução tecnológica que iluminou os Doentes Renais Crónicos

Só em 1960 é que o primeiro doente com Insuficiência Renal Crónica se submeteu a um tratamento regular, de uma a duas vezes por semana. Viveu mais onze anos. Conheçamos a importância do físico norte-americano Belding Scribner para este caso em concreto e para o desenvolvimento da hemodiálise em geral, depois de passarmos pela Guerra da Coreia e pela ultrafiltração vinda da Suécia.

História da Diálise (Parte 1) Das experiências caninas à máquina de lavar

Se hoje o termo diálise já flui no linguajar corrente dos nossos familiares e amigos, se ouve algumas vezes em telejornais, se há um Portal da Diálise, convém lembrar que no final dos anos 1960 ainda era um mistério bem guardado.

Lista de Artigos
Maioria de insuficientes renais portugueses consideram informação sobre as opções terapêuticas insuficiente

Em Portugal, cerca de 40% de insuficientes renais crónicos não têm a possibilidade de escolher o tratamento de substituição da função renal.

Rim artificial que garante mais liberdade aos dialisados está a caminho

Milhões de pacientes de diálise em todo o mundo poderão, a curto prazo, gozar de uma maior liberdade de movimentos, poupando dinheiro, através do uso de um dispositivo portátil que substitui a função do rim. É esta a convicção do presidente da Awak Technologies Pte Ltd, que pretende ter este produto disponível no mercado em breve.

Exames de sangue detetam doença autoimune do rim

Os exames de sangue que evidenciem anticorpos particulares podem diagnosticar com precisão a nefropatia membranosa, uma doença autoimune. Os pacientes com elevados níveis destes anticorpos tendem a ter uma doença mais severa, enquanto aqueles que registam níveis baixos geralmente experienciam a remissão.
 

 

A duração da sessão da Diálise pode ditar a longevidade dos pacientes?

Investigadores da cidade de Boston, Estados Unidos, apresentavam provas da existência de uma relação causa-efeito entre a duração da sessão de hemodiálise prescrita e o tempo de sobrevivência dos pacientes.

Fotojornalista documenta a sua experiência de viver com uma doença crónica

Luna Coppola, fotojornalista de 32 anos, descobriu que sofria de Doença Renal Crónica (DRC) em 2004 e assim viveu na última década. Primeiro viveu a doença em silêncio e quando a doença atingiu o seu ponto inevitável voltou-se para a diálise.

Os Analgésicos e os seus Rins | 5 Dicas

Ao abrir o armário dos medicamentos lá de casa, é provável encontrar pelo menos um tipo de medicação para as dores. Frequentemente as pessoas não se apercebem que esses mesmos fármacos que ajudam as dores de cabeça latentes a desaparecerem, que reduzem as febres e aliviam as dores podem ter efeitos colaterais perigosos, incluindo danos para os rins.

Lista de Artigos
Novidades

Tabela da Composição de Alimentos. A sua alimentação constitui um pilar importante no tratamento da insuficiência renal.

Aumento do n.º de Transplantes Renais em Portugal

Calculadora Nutrição - Ganho de peso interdialítico máximo - Total de líquidos permitidos em 24horas

Tabela da Composição de Verduras e Legumes Crus 

Sabia Que?

Portugal tem uma taxa de transplantação renal a partir de dador cadáver das mais elevadas da Europa

Considera-se líquidos não só a água, mas também gelados, refrescos, sumos, bebidas alcoólicas, sopa, chá, cafe, leite...

Para que se consiga eliminar os produtos tóxicos é necessário um mínimo de horas.

Insuficiência Renal Crónica afeta 10% da população mundial
A ingestão diária de sódio deve ser entre 1840 e 2300mg.
Em hemodiálise o consumo de frutos secos e oleaginosas é desaconselhado.
Em Portugal, o primeiro transplante renal proveniente de um dador cadáver acontece em 1980.
Portugal é o país da União Europeia com mais Diabéticos
Lembre-se que é melhor descascar as maçãs antes de comer...

Todo e qualquer conteúdo apresentado nas páginas do website www.portaldadialise.com tem caráter estritamente informativo e educacional, e de nenhuma maneira substitui as informações ou apreciações de profissionais de saúde e especialistas das respectivas áreas de interesse aqui apresentadas, incluindo médicos, enfermeiros, psicólogos, educadores e nutricionistas.
Videos  |  Ver Todos
Setembro, 2014
DomSegTerQuaQuiSexSáb
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930    
ver todos
© 2014 Portal da Diálise - Todos os direitos reservados
Powered by LV Engine - connecting solutions